Adecisão sobre a tutela da gata persa Katarina, que morava em Águas Claras, no Distrito Federal, vai chegar ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Nesta terça-feira (3/11), o atual tutor do animal de estimação vai recorrer de decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).

(Foto: Reprodução)

 

Em 29 de outubro, a 2ª instância do TJDFT manteve sentença que condenou o analista de sistemas João*, 33 anos, a entregar a gata de estimação do casal à publicitária Maria*, 30, ex-companheira dele. Tanto o homem quanto a mulher foram ouvidos pelo Metrópoles. Eles pediram para não ter os nomes verdadeiros divulgados.

O tribunal estabeleceu que o animal passará seis meses com cada tutor. Caso não cumpra a decisão, o homem deve pagar multa de R$ 100 por dia.

Os dois estão divorciados há 1 ano e 9 meses. Quando se separaram, teriam definido, por mensagem e em acordo verbal, como seria a situação do animal. O combinado era que cada um ficaria com a gata pelo período de seis meses, sendo que as despesas seriam de total responsabilidade do homem.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.