Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem dito categoricamente que não tomará vacina contra a Covid-19 em um momento em que o país volta a registrar altos índices de contaminação, líderes mundiais de várias correntes políticas, inclusive conservadores, incentivam a imunização e, inclusive, se candidatam a se tornarem um dos primeiros da fila.

Presidente Jair Bolsonaro Solenidade de Ação de Graças palacio planalto agenda presidente 1IGO ESTRELA/METRÓPOLES

 

Bolsonaro voltou a dizer, nessa quinta-feira (15/12), em uma vista à Bahia, que não irá se vacinar contra a Covid-19. “Imbecil, eu já contraí o vírus. Estou imune”, disse o presidente brasileiro. Apesar de o mandatário da República já ter sido diagnosticado com a doença em julho, cientistas ainda não sabem por quanto tempo duram os anticorpos. Além disso, os primeiros casos de reinfecção já foram identificados no país.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.