O adolescente de 15 anos que levou uma facada no braço dentro do Ciep Brigadeiro Sergio Carvalho, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, contou que o agressor, de 17 anos, gritou “o mundo é nosso” antes do ataque. Ambos estudavam no colégio, mas não houve nenhuma discussão antes do incidente.

— Eu estava com meus amigos. Ele chegou, gritou “o mundo é nosso” e já tentou me esfaquear — conta o jovem.

O menino se defendeu colocando o braço no pescoço do agressor, que tentou, mas não conseguiu alcançar a barriga da vítima. Na segunda tentativa, o jovem colocou o praço na braço na frente do corpo e levou um corte de 4,5 cm. Ele foi levado para o Hospital municipal Rocha Faria, em Campo Grande, levou quatro pontos e foi liberado no mesmo dia.

— Agora quero voltar às aulas. A vida tem que continuar — conta o jovem.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.