Para o psicanalista Christian Dunker, de 54 anos, a pandemia do novo coronavírus criou três perfis de comportamento diante da ameaça: o tolo, o desesperado e o confuso.

Em entrevista à BBC News Brasil, Dunker afirma que o tolo tende a negar a situação dramática como maneira de enfrentar o medo; o perfil desesperado se angustia ainda mais com a situação; já o confuso transita entre esses dois polos, sem saber direito como deve agir e pensar.

Professor da USP, o psicanalista Christian Dunker acredita que pandemia de coronavírus trouxe uma lição de humildade (Foto: Arquivo Pessoal)

 

“Se você não está confuso nesse momento, procure um psicanalista porque você tem um problema, e ele não é o coronavírus”, disse.

Professor do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), Christian Dunker é autor de diversos livros sobre psicanálise e o estado social brasileiro, como Reinvenção da Intimidade: Políticas do Sofrimento Cotidiano (Ubu Editora).

Dunker também tem um canal no YouTube, onde fala sobre vários assuntos do ponto de vista da psicanálise, como os discursos do presidente Jair Bolsonaro e o filme Coringa.

Em entrevista por Skype, o psicanalista abordou temas como as implicações do isolamento social diante durante a pandemia do novo coronavírus e as consequências para crianças e idosos. Também falou sobre os efeitos do confinamento para casamentos e outras relações pessoais.

Para ler a matéria completa na BBC Brasil clique aqui.