Cientistas brasileiros do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) registraram imagens de cristais de uma proteína do coronavírus fundamental no ciclo de vida do Sars-CoV-2 através do Sirius, um acelerador de elétrons desenvolvido no Brasil.

 

Foto: Divulgação/CNPEM

 

Os primeiros resultados, segundo os pesquisadores, revelam detalhes da estrutura da proteína 3CL, atuante no processo de replicação do vírus dentro do organismo durante a infecção. As informações são importantes para compreender a biologia do vírus e apoiar pesquisas que buscam novos medicamentos para a Covid-19.

O Sirius possui em seu núcleo um acelerador de elétrons de última geração, que gera um tipo de luz capaz de revelar a microestrutura de materiais orgânicos e inorgânicos, de acordo com o centro de pesquisa. O CNPEM é uma organização social vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI).

Para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.