Com receio de uma nova e expressiva alta de casos da Covid-19 no Carnaval, o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, fez um apelo nesta quarta-feira (23) para que o feriado prolongado seja aproveitado com cautela.

Em entrevista à Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (AERP), ele não desaprovou a ida para a praia no período, mas pediu atenção com ambientes fechados e aglomerações.

Secretário não desaprova ida para praia no Carnaval, mas pede diversão “regrada” e sem aglomeração
Foto: AEN

“É importante aproveitar o Carnaval como feriado prolongado e não como festa. Evitar grandes aglomerações, festejos de rua e manter todos os cuidados. Nós tivemos um fim de ano sem muitos apelos de restrições aqui ou ali e o resultado todos nós vimos. Em janeiro de 2022, tivemos o dobro de casos de janeiro de 2021, a diferença foi no número de óbitos. O vírus continua circulando, a pandemia não acabou”, destacou o secretário.

Nesta quarta-feira (23), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) publicou nota orientativa contendo as medidas de prevenção durante o feriado. O documento prevê que os eventos sejam em ambientes abertos, e nos casos de locais fechados, com capacidade máxima de lotação de 70%.

Os organizadores também são responsáveis pela elaboração, execução e monitoramento do protocolo de segurança dos colaboradores, fornecedores e público em geral.

Beto Preto diz que a pasta não desaprova viagens, desde que feitas de forma “regrada” e controlada.

“Sem querer ser o chato da rodada, mas as pessoas precisam entender de forma transparente que é necessário equilíbrio”, disse.

Contato

Outra resolução estabelece que quem esteve em contato próximo (menos de um metro de distância sem o uso de máscara ou que teve contato físico direto) a um caso confirmado da Covid-19 durante o período de transmissibilidade, ou seja, entre dois dias antes e 10 dias após a data de início dos sinais ou sintomas do caso confirmado, deve ficar atento aos possíveis sinais e sintomas.

“É importante seguir essas recomendações e procurar atendimento médico se houver alguma dúvida. Em todos os casos, é fundamental completar o ciclo de vacinação. O monitoramento do cenário epidemiológico da doença está sendo feito constantemente pela secretaria”, disse a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Secretário não desaprova ida para praia no Carnaval, mas pede diversão “regrada” e sem aglomeração

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.