A primeira etapa da revitalização da Orla de Matinhos alcançou 93,5% em fevereiro. É o que aponta o novo boletim divulgado pelo Instituto Água e Terra (IAT) nesta terça-feira (5). O avanço foi de 0,7 pontos percentuais em relação a janeiro, seguindo o planejamento inicial que previa a diminuição do ritmo das obras em razão do grande fluxo de turistas que visitam o Litoral do Paraná na temporada de verão.

reestruturação orla de matinhos
Foto: Roberto Diziura Jr – AEN

Além disso, o período foi marcado por constantes chuvas na região, que impediram uma regularidade nas ações. A recuperação do balneário, contudo, está dentro do cronograma, com previsão de término para o segundo semestre deste ano.

O levantamento é elaborado mensalmente pelo órgão ambiental em parceria com consórcio Sambaqui, grupo de empresas responsável pelas obras, vencedor da licitação pública. A revitalização da orla é a principal intervenção urbana da história do Litoral do Paraná, com investimento de R$ 354,4 milhões por parte do Governo do Estado após recente atualização dos custos e adequação do projeto – o contrato original era de R$ 314,9 milhões.

Com a maioria das estruturas finalizadas, entre elas o espigão da Praia Brava, os guias de correntes da Avenida Paraná e de Matinhos e os headlands dos balneários Riviera e Flórida, as obras estão concentradas neste momento na finalização da urbanização em Caiobá (96%) e balneários (82,6%), com início da instalação do sistema de iluminação inteligente, e no processo de microdrenagem (37%).

A urbanização dos balneários vai avançar nos próximos dias com a retomada da reestruturação no trecho de aproximadamente 600 metros entre Praia Grande e Flórida, autorizada pela Justiça Federal. O IAT aguarda a notificação oficial para recomeçar a obra.

Outro ponto diz respeito às intervenções de drenagem urbana. Após a finalização do processo de macrodrenagem no canal da Avenida Paraná, o foco passou a ser a microdrenagem, que chegou a 37%. É esse sistema que, quando concluído, ajudará na contenção de alagamentos e cheias derivadas de fortes chuvas ou ressacas intensas, uma antiga reivindicação de moradores locais e turistas.

A nova drenagem de Matinhos funcionará da seguinte maneira: quando a chuva cair na cidade, a água escorrerá para as canaletas de microdrenagem localizadas ao lado das ruas, próximas às calçadas, e de lá escoará para o sistema de macrodrenagem, composto por extensos canais sem tampa que conseguem transportar um grande volume por grandes distâncias, como o canal do Rio Matinhos, o da Avenida Paraná e o da Avenida Juscelino Kubitschek.

Depois de passar pela macrodrenagem, a água será lançada para o destino final: um dos corpos hídricos da cidade, como o mar, o Rio Matinhos ou os afluentes com o Rio Milome.

Além disso, o levantamento indica que foram lançados 100% dos tetrápodes em todos os pontos de revitalização da orla: Praia Brava (340 peças), Flórida (681), Riviera (681), Rio Matinhos Norte (469), Paraná Sul (1.241) e Rio Matinhos Sul (1.259). Os tetrápodes são peças de concreto com cerca de 3 metros de altura e 4,3 metros cúbicos de volume, pesando, cada uma, entre 10 e 12 toneladas. São equipamentos essenciais para evitar possíveis danos às estruturas marítimas.

ETAPAS 

A obra de revitalização da orla de Matinhos é feita em duas etapas, num valor total superior a R$ 500 milhões. A fase inicial, com orçamento de R$ 354,9 milhões, abrange serviços de engorda da faixa de areia por meio de aterro hidráulico; estruturas marítimas semirrígidas; canais de macrodrenagem e redes de microdrenagem e revitalização urbanística da orla marítima com o plantio de espécies nativas.

As intervenções são feitas ao longo de 6,3 quilômetros entre o Morro do Boi e o Balneário Flórida. Em uma segunda etapa, ainda sem previsão de data, será recuperado o trecho de 1,7 quilômetro entre os balneários Flórida e Saint Etienne. Haverá, também, a instalação de novos equipamentos urbanos, como ciclovia, pista de caminhada e corrida, pista de acessibilidade e calçada.

Confira como está o projeto de Recuperação da Orla de Matinhos:

Porcentual de execução da obra como um todo: 93,5%

Espigão da Praia Brava: 100%

Guias-Correntes da Avenida Paraná: 100%

Guias-Correntes de Matinhos: 100%

Headland Riviera: 100%

Headland Flórida: 100%

Urbanização Caiobá: 96%

Urbanização Balneários: 82,6%

Plantio de restinga: 76,3%

Macrodrenagem: 100%

Microdrenagem: 37%

Assentamento Macrodrenagem: 1.366 metros (100%)

Assentamento Microdrenagem: 6.253 metros (28,7%)

Tetrápodes lançados na Praia Brava: 340 (100%)

Tetrápodes lançados no Flórida: 681 (100%)

Tetrápodes lançados no Riviera: 681 (100%)

Tetrápodes lançados no Matinhos Norte: 469 (100%)

Tetrápodes lançados no Paraná Sul: 1.241 (100%)

Tetrápodes lançados no Rio Matinhos Sul: 1.259 (100%).

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Reestruturação da Orla de Matinhos atinge 93,5%, diz Governo

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.