Donald Trump entrou para a história: ele é o primeiro presidente americano a ser eleito sem vencer no voto popular, enfrentar um processo de impeachment e não conseguir ser reeleito.

Embora diversos outros chefes de Estado dos EUA tenham enfrentado essas situações, só o republicano passou pelas três.

Andrew Johnson, por exemplo, teve que enfrentar um processo de impeachment e perdeu a reeleição, mas ao ser eleito, venceu a eleição tanto no voto popular quanto no Colégio Eleitoral – nome do sistema indireto que define o presidente dos EUA.

 

 

Já John Quincy Adams e Benjamin Harrison foram eleitos apesar da derrota no voto popular e também não conseguiram a reeleição, mas nenhum deles teve que enfrentar um processo de afastamento.

Trump foi inicialmente eleito em 2016 após vencer Hillary Clinton no Colégio Eleitoral por 304 votos a 227, apesar da vitória dela no voto popular por 48,2% contra 46,1%.

Três anos depois, em dezembro de 2019, a Câmara dos Representantes autorizou o impeachment do republicano, mas ele acabou sendo absolvido no Senado – em toda a sua história, a Casa nunca condenou um presidente por impeachment.

E, no último sábado (7), Trump viu suas esperanças de ser reeleito irem embora depois que a imprensa americana projetou a vitória de seu rival, o democrata Joe Biden, no pleito.