Um paranaense de 25 anos está entre os primeiros brasileiros que receberam doses da vacina contra a covid-19 na Inglaterra. Eduardo Romagnoli, natural de Apucarana (a 76 quilômetros de Maringá), disse sentir certo alívio após receber o imunizante desenvolvido pela Pfizer.

“É uma sensação de paz no meio de uma tempestade. Por mais que ainda temos muita coisa a enfrentar, sei que em breve tudo estará melhor. Sei que muitos estão sofrendo por perdas, perdi uma pessoa incrível dias atrás, mas temos que ter fé”, afirmou o paranaense em entrevista ao GMC Online.

Eduardo Romagnoli, de 25 anos, é natural de Apucarana, mas mora na Ingraterra há 10 meses. Foto: Reprodução/Instagram

O jovem mora em Bournemouth, cidade do sul da Inglaterra, desde fevereiro deste ano. Por trabalhar no sistema de saúde do País, no cuidado com idosos, ele faz parte do grupo prioritário e precisava receber o imunizante já nas primeiras fases da vacinação. “As primeiras doses são prioridade dos trabalhadores da área de saúde, que trabalham com pessoas com mais de 50 anos. Depois, vêm os idosos e os [demais] trabalhadores da área da saúde. Por esse motivo, tive prioridade. Eu trabalho ajudando idosos com Alzheimer e na reabilitação”, explicou Romagnoli.

O aviso sobre a vacinação chegou por e-mail, segundo ele. O paranaense recebeu um comunicado informando que estava apto a receber a primeira dose e precisava escolher o melhor dia para a vacinação. Em seguida, foi preciso apenas informar alguns dados pessoais e aguardar. “Fiquei muito feliz quando recebi a confirmação de que iria tomar a vacina. Depois de um ano tão difícil para todos, parece que vemos um fundo de esperança”, afirmou.

Romagnoli recebeu a primeira dose do imunizante na segunda-feira, 21, e até esta terça-feira, 22, não havia apresentado qualquer reação ao produto. A próxima dose deve ser aplicada no mês que vem, passados 21 dias da primeira aplicação.

Leia AQUI a reportagem completa do GMC Online, parceiro da Banda B