O segundo debate entre os candidatos à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump e Joe Biden, foi cancelado. A informação, obtida de fonte anônima, foi relatada em primeira mão pelo jornal The Wall Street Journal e confirmada pela comissão responsável por organizar o evento nesta sexta-feira (9).

O debate estava marcado para a próxima quinta-feira (15), em Miami. Devido à infecção de Trump por Covid-19, a comissão decidiu que ele seria realizado de forma virtual para minimizar o risco de contágio.

Trump se recusou a participar nessas condições, argumentando que seu médico o havia liberado para viajar. Sua campanha quis prorrogar em uma semana a data dos debates seguintes, sem sucesso. Após 48 horas de discussão, as tentativas da comissão de negociar com a sua campanha foram infrutíferas.

 

US President Donald Trump (L) and Democratic Presidential candidate and former US Vice President Joe Biden take part in the first presidential debate at Case Western Reserve University and Cleveland Clinic in Cleveland, Ohio, on September 29, 2020. (Photo by Morry Gash / POOL / AFP)

 

Com o cancelamento, o próximo e último debate antes da eleição -marcada para 3 de novembro- ocorrerá no dia 22 de outubro, em Nashville, Texas.

O episódio é uma derrota política para Trump, que está 10 pontos percentuais atrás de Biden na média das pesquisas de intenção de voto, segundo o site FiveThirtyEight, e tampouco tem bom desempenho nos estados-chave. Com a perda de um espaço de alta visibilidade que ele poderia usar para tentar se reerguer, o presidente corre o risco de continuar onde está.

O primeiro debate entre os dois, transmitido no dia 29 de setembro, teve mais de 73 milhões de espectadores. Adjetivado como “caótico” por quase toda a imprensa, ele foi marcado por grosserias, ofensas e interrupções.