As pessoas que tomaram a vacina russa contra a Covid-19 devem evitar a ingestão de álcool e remédios nos primeiros 42 dias após a primeira injeção. A afirmação foi feita pela vice-primeira-ministra russa, Tatiana Golikova, na sexta-feira (4/12), quando o início da vacinação em massa foi anunciado no país.

(Foto: Divulgação)

 

Outra recomendação é que os recém-vacinados evitem aglomerações e locais públicos. O objetivo, segundo Golikova, é preservar o sistema imunológico, uma vez que substâncias como o álcool e medicamentos podem suprimir as defesas do organismo.

A vacina Sputnik V começou a ser distribuída por 70 clínicas russas no último sábado (5/12). O imunizante é administrado em duas injeções, com a segunda dose prevista para ser aplicada 21 dias após a primeira.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.