De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, os locais com maior chance de transmissão do coronavírus são restaurantes e academias. O trabalho foi publicado na revista Nature.

ADAM NIEŚCIORUK/UNSPLASH

 

A partir de dados rastreados via celular sobre a movimentação da população em 10 cidades americanas, o modelo criado pelos pesquisadores sugeriu os lugares com maior risco de contágio caso restrições de ocupação não sejam impostas e as recomendações sobre o uso de máscaras não sejam seguidas.

Para a cidade de Chicago, os locais mais perigosos são, respectivamente, restaurantes, academias, cafés, bares, hotéis e motéis. Também apresentam risco restaurantes de “serviço limitado” (onde o consumidor paga antes de comer), centros religiosos, consultórios médicos e mercados.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.