O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, testou positivo para o covid-19. O anúncio oficial foi feito pelo próprio premiê em uma mensagem de vídeo publicada em seu Twitter oficial. Johnson é o primeiro chefe de governo dentre as principais economias do mundo a testar positivo para a doença desde o início da crise.

“Desenvolvi sintomas leves e testei positivo para coronavírus”, afirmou. “Agora estou me isolando, mas continuarei liderando a resposta do governo por videoconferência enquanto combatemos esse vírus”, complementou.

Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson – Reprodução BBC

O Reino Unido registrou nesta quinta-feira 115 novas mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva seu balanço para 578, em comparação a 463 do dia anterior. O país tem 11.658 casos confirmados até o momento.

Apesar de um grande aumento nas últimas semanas de sua capacidade nas unidades de terapia intensiva, os hospitais da capital registram “uma explosão” do número de “pacientes gravemente enfermos, uma espécie de tsunami contínuo”, afirmou Chris Hopson do NHS Providers à rádio pública BBC.

A pressão é ainda maior porque a proporção de trabalhadores da saúde ausentes por doença é “de 30%, 40% e em alguns locais inclusive de 50%”, uma taxa de “sem precedentes”, destacou Hopson.

O governo do primeiro-ministro Boris Johnson decretou na segunda-feira um confinamento geral e anunciou a abertura na próxima semana de um hospital de campanha temporário com 4 mil leitos em um centro de convenções de Londres. De acordo com a imprensa britânica, militares participam em um esforço para criar dezenas de hospitais de campanha em todo o país.