A alpinista Audrey Mash revela não se lembrar de nada do que aconteceu na semana passada, quando entrou em hipotermia e sofreu uma parada cardiorrespiratória por cerca de seis horas. A vida dela foi salva pelas baixas temperaturas da montanha que escalava, em um caso considerado excepcional por especialistas.

Foto: ROHAN SCHOEMAN

Professora de inglês em Barcelona, a britânica se perdeu em 3 de novembro na zona montanhosa de Vall de Núria, em Girona, Espanha. Mash fazia a caminhada com o marido, Rohan Schoeman, quando desviaram da rota e foram surpreendidos por uma tempestade de neve. A nevasca era intensa e o vento tão forte que eles mal conseguiam se levantar e não tinham visibilidade. O casal resolveu sentar sobre uma pedra e aguardar o tempo melhorar. A mulher então começou a ter dificuldades de fala e movimentação, até que perdeu a consciência. O marido chegou a pensar que ela havia morrido, pois não tinha pulso, tampouco respirava.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, clique aqui.