Com o rosto coberto, Silvia M. é conduzida por policiais em tribunal de Slazburgo

Uma mulher de 62 anos matou – aparentemente, de forma acidental – o marido, de 73, com um overdose de calmante a fim de esfriar a libido dele.

Identificada apenas como Silvia M., a mulher não suportava o constante apetite sexual do marido. Assim, ela decidiu dar a ele comprimidos para dormir.

O caso aconteceu em Salzburgo (Áustria). Silvia M., originária de Berlim (Alemanha), disse à polícia ter dado entre dois e quatro comprimidos ao companheiro. O consumo de álcool e o uso de Viagra pela vítima potencializaram o efeito do calmante, de acordo com reportagem do “Mirror”.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.