O presidente da Argentina, Javier Milei, revogou um decreto que aumentava o próprio salário,
Milei disse que chegou a hora de “políticos pagarem o custo do desfalque que ocasionaram”. A revogação do presidente argentino também inclui o aumento nos salários do vice-presidente, ministros e secretários.

javier-milei
O presidente eleito da Argentina, Javier Milei – Foto: Luis Robayo/AFP

O presidente argentino disse que a nova normativa revoga também uma medida de Cristina Kirchner. O texto que estava em vigor desde 2010 e vinculava o aumento da remuneração dos servidores públicos aos salários deles. Para Milei, essa medida havia sido elaborada para “proteger os bolsos da casta”.

Milei também ameaçou cortar o dinheiro que Kirchner recebe como ex-presidente. “O que você acha se eu cancelar os 14 milhões (cerca de R$ 82,4 mil) que você recebe como aposentadoria privilegiada e lhe atribuir uma aposentadoria mínima? Imagino que não vá reclamar”, disse o presidente em publicação no X (antigo Twitter).

“Felizmente, a cada dia mais leões acordam e decidem deixar de ser ovelhas. Mas você [Cristina Kirchner], como toda a casta política, não vê isso.”, declarou Milei.

AUMENTO SALARIAL

Em fevereiro, o governo argentino anunciou aumento de 30% no salário mínimo. Milei, no entanto, também assinou no mesmo mês outro decreto que aumentou o salário dele e de outros funcionários do alto escalão da administração pública. Segundo a oposição, esse aumento foi de 48%.

“Presidente, você quer brigar comigo para que não falemos sobre o decreto que você assinou dando um aumento de 48% para você e seus funcionários, enquanto destrói as pensões e salários dos argentinos”, retrucou Cristina Kirchner, ex-presidente da Argentina.

“Javier Milei nos habituou a mudar de ideia, como quando durante a campanha disse que não iria ingressar na casta política do Juntos pela Mudança, mas acabou fazendo isso para ganhar a presidência no segundo turno”, disse Alberto Fernández, ex-presidente da Argentina.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Milei volta atrás e revoga decreto que aumentou seu próprio salário

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.