Quinhentas doses da vacina contra a covid-19 tiveram que ser descartadas porque não foram devidamente refrigeradas em Wisconsin, nos Estados Unidos. De acordo com a rede de hospitais Aurora Medical Center, os imunizantes foram aparentemente estragados de forma deliberada por um funcionário.

No sábado, 26, o hospital havia revelado que as doses foram acidentalmente deixadas em temperatura ambiente durante a noite por um funcionário da unidade de Grafton. No entanto, nesta quarta-feira, 30, o Aurora divulgou uma nota afirmando que o funcionário envolvido “reconheceu que as vacinas foram retiradas intencionalmente da geladeira”.

Reprodução KievSergey Dolzhebko/EPA/Agência Lusa

O comunicado diz ainda que o funcionário foi demitido e o assunto foi entregue às autoridades para uma investigação mais aprofundada. O depoimento não menciona o possível motivo dessa ação, e os executivos do sistema de saúde não responderam no momento às mensagens que lhes foram enviadas em busca de mais informações.

“Continuamos a acreditar que a vacinação é a nossa saída para a pandemia. Estamos mais do que frustrados com o fato de o comportamento desse indivíduo atrasar a vacinação de mais de 500 pessoas “, disse a nota.

O Aurora Medical Center se recusou a fornecer informações adicionais, mas disse que daria mais detalhes na quinta-feira.