O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu virtualmente, nesta segunda-feira (30/11), pela primeira vez com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, pouco mais de um ano após a eleição do argentino. De acordo com nota divulgada pela Casa Rosada, sede do governo argentino, o peronista pediu que diferenças políticas entres os dois sejam deixadas de lado pensar no fortalecimento do Mercosul.

 

Fotos: Alan Santos/PR/Divulgação/Twitter

 

“Estou realizando esta reunião para dar o impulso de que o Mercosul precisa. É imperativo que Brasil e Argentina o façam juntos”, disse Fernández. Além disso, de acordo com a nota do governo argentino, o presidente do país pediu empenho para deixar “as diferenças do passado e enfrentar o futuro com as ferramentas que funcionam bem entre nós” e “realçar todos os pontos de concordância”.

O encontro virtual foi pedido por Fernández e contou com a participação do ex-presidente José Sarney.

“É um dia muito importante para a Argentina, o Brasil e todo o continente”, disse. Nesta segunda, os dois países celebram os 35 anos da Declaração do Iguaçu, tratado assinado pelos ex-presidentes Raúl Alfonsín e Sarney, em Foz de Iguaçu, em 1985. O documento lançou a ideia da integração econômica e política do Cone Sul, numa fase de redemocratização. Aquele encontro é considerado o primeiro passo para a fundação do Mercosul.

Para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.