A pouco mais de duas semanas do fim do governo de Donald Trump nos Estados Unidos, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, escreveu em sua conta oficial no Twitter que o relacionamento do país com o Brasil “está no nível mais elevado”.

 

Foto: Alan Santos/Presidência da República

“Juntamente com o governo de @jairbolsonaro, assinamos um novo acordo comercial de três partes, designamos o Brasil como um importante aliado não pertencente à Otan e lançamos o Diálogo da Estrutura Ambiental EUA-Brasil”, escreveu o secretário, ao publicar uma foto em que ele aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro e da primeira-dama Michelle.

Em outubro de 2020, a 15 dias das eleições presidenciais dos EUA, os governos dos dois países fecharam acordos de facilitação de comércio, para acelerar e desburocratizar as vendas, de boas práticas regulatórias e anticorrupção. O pleito, contudo, foi vencido pelo democrata Joe Biden, que assume a Casa Branca em 20 de janeiro e deve aumentar a pressão sobre o Brasil em relação aos temas ambientais, principalmente no que diz respeito ao desmatamento na Amazônia.