Após 14 anos da sua morte, o túmulo onde está sepultado o corpo do adolescente Carlos Acutis, que será beatificado pelo Vaticano, foi aberto ao público nesta quinta-feira (1°) em um santuário na região da Úmbria, na Itália. Acutis, conhecido como “padroeiro da internet”, morreu aos 15 anos, de leucemia, em 2006. Ele será beatificado em 10 de outubro.

O bom estado de conservação do corpo impressiona. De acordo com o Vaticano, os restos mortais do jovem foram “recompostos” e o corpo não está 100% intacto. Nas imagens divulgados, Carlos Acutis está de calça jeans e tênis. O corpo dele ficará exposto até 17 de outubro.

Carlos Acutis nasceu em Londres e cresceu em Milão, na Itália. Ele ficou conhecido como “padroeiro da internet” por usar a rede mundial de computadores para evangelizar. Além do alto conhecimento que ele tinha em ciência da computação.

O jovem será beatificado por causa de uma milagre que aconteceu no Brasil, em 2010, e que foi reconhecido pelo Vaticano. Uma criança com problemas no pâncreas teria se curado depois de tocar as roupas de Carlos Acutis expostas em uma paróquia de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.