Quase 2.000 militares serão mobilizados para rastrear os casos do novo coronavírus na Espanha, em todas as regiões do país, anunciou nesta terça (25) o premiê do país, Pedro Sánchez.

 

 

“A curva do número de casos está preocupante e tem de ser contida. Temos que ficar calmos e vigilantes”, disse ele.
A Espanha foi o país mais atingido pela Covid-19 na Europa Ocidental, com mais de 412 mil diagnósticos e 28 mil mortes, mas a crise foi contida depois de meses de lockdown.

O país retomou as atividades em junho, mas registrou alta de casos nos últimos dias. O balanço desta terça (25) aponta 2.415 testes positivos e dez mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas.