O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a criticar a China nesta quarta-feira, 9, ao dizer que o governo chinês teve sucesso em conter a disseminação da covid-19 pelo seu território, após o problema ter surgido em Wuhan, mas não teve o mesmo êxito em impedir que o vírus se disseminasse pelo mundo.

Trump tratou do tema ao falar em evento sobre nomeações para o Judiciário. O presidente divulgou uma lista de nomes que ele pretenderia considerar em caso de vagas para a Suprema Corte, se for reeleito, e disse que seu rival, o democrata Joe Biden, deveria fazer o mesmo.

Foto: Reprodução/Instagram

Repórteres questionaram Trump sobre a informação de que há alguns meses ele já sabia de um cenário mais grave na emergência de saúde, mas em público buscava minimizá-la.

“Não quero demonstrar pânico”, comentou ele, ao dizer que a intenção sempre foi a de “mostrar liderança” e, ao mesmo tempo, agir para comprar máscaras e outros itens e restringir a circulação de pessoas vindas de países com muita contaminação, como a própria China.