Um deslizamento de terra afetou vários vilarejos nesta sexta-feira (24) em uma área remota de Papua-Nova Guiné, na Oceania. Segundo a imprensa local, centenas de pessoas foram soterradas. O número de mortes é incerto, mas teme-se que passem de cem.

O governador da província de Enga, Peter Ipatas, disse à AFP que o incidente, ocorrido na madrugada, foi um “desastre natural sem precedentes”, que provocou “danos consideráveis”. A área afetada fica a cerca de 600 km ao norte da capital, Port Moresby.

Imagens da região mostram uma enorme quantidade de pedras e de terra que caíram de uma colina, e dezenas de pessoas cavando entre as rochas, tentando ouvir sons de possíveis sobreviventes.

centenas-soterrados-papua-nova-guine
Foto: AFP

Mais de 50 casas foram soterradas quando o deslizamento atingiu a vila de Kaokalam por volta das 3h locais (14h de quinta em Brasília), disse o morador Ninga Role à Reuters. Segundo ele, um homem que voltou para tentar salvar seus dois filhos foi soterrado junto com a família.

O primeiro-ministro, James Marape, disse em um comunicado que as equipes de emergência estavam a caminho. “Estamos enviando agentes de resposta a desastres, a Força de Defesa e o Departamento de Obras e Rodovias para se unir a funcionários locais nos trabalhos de socorro, recuperação de corpos e reconstrução de infraestrutura”, afirmou Marape.

O deslizamento atingiu um trecho de uma rodovia perto de uma mina de ouro operada em parceria com uma empresa chinesa. Um porta-voz disse que era cedo para saber se houve algum dano à mina ou se algum operário foi atingido.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Centenas ficam soterradas após deslizamento de terra em Papua-Nova Guiné

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.