Um atentado terrorista na basílica Notre-Dame de Assunção, nesta quinta-feira (29), em Nice, na França, deixou três pessoas mortas e uma delas é a brasileira Simone Barreto Silva, de 44 anos, natural da Bahia. A vítima, que deixa três filhos, morava no país há pelo menos 30 anos. A informação foi confirmada pelo Consulado Geral do Brasil, em Paris, e divulgada pela RFI.

O ataque, à facadas, terminou com várias pessoas feridas, além dos três mortos. O autor foi preso.

Foto: Divulgação/Lavage de la Madeleine

Christian Estrosi, prefeito de Nice, disse que o suspeito foi detido e que tudo aponta para um ataque terrorista. Enquanto era preso, o autor gritou “Deus é grande!”.

Segundo apurado pela Agência Brasil, duas das vítimas teriam morrido na igreja. Ainda, uma delas teria sido degolada. Uma outra pessoa que fugiu para um bar próximo à igreja também morreu.

À RFI, uma prima – que não quis se identificar – teria informado que Simone era a vítima que, mesmo ferida, conseguiu deixar a igreja em busca de ajuda, mas acabou morrendo. Ainda, reproduziu a última frase da prima antes de morrer: “Diga aos meus filhos que eu os amo”.

O proprietário do restaurante para onde a baiana teria ido relatou as cenas à TV France Info, conforme divulgou a RFI: “Ela atravessou a rua, toda ensanguentada, e meu irmão e um dos funcionários a recuperaram, a colocaram no interior do restaurante, sem entender nada, e ela dizia que havia um homem armado dentro da igreja.”

Para ler a matéria completa na RFI, clique aqui.