Foto: Divulgação

Um empresário israelense que ficou bilionário atuando no comércio de diamantes morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória durante uma suposta cirurgia de aumento peniano, conhecida como faloplastia, realizada em uma clínica na famosa avenida Champs-Elysées, em Paris, no último sábado (2).

A notícia da estranha morte de Ehud Arye Laniado, 65, correu o mundo e, claro, foi parar nos principais tabloides. Mas, nem tudo está claro na morte do bon-vivant. Laniado era dono da Omega Diamonds, uma companhia belgo-israelense de comércio de diamantes com sede na Antuérpia, na Bélgica.

Para ler a matéria completa no UOL, clique aqui.