Considerado pela Nasa como um dos maiores maiores asteroides já observados, o pedregulho 2002 PZ39, descoberto em 2002, vai passar “perto” da Terra no próximo sábado (15). Mas não há qualquer motivo para preocupação. Isso porque a distância entre os dois corpos celestes será de no mínimo 5,7 milhões de quilômetros.

Reprodução/Thinkstock

O alerta de proximidade partiu do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra (CNEOS, na sigla em inglês), que faz parte da agência espacial americana. A análise é de que o asteroide de 980 metros de diâmetro nunca esteve tão próximo do nosso planeta. Vale destacar que 5,7 milhões de quilômetros equivale a pouco mais de 15 vezes a distância entre a Terra e a Lua (384 mil quilômetros).

Para ler a matéria completa no MSN clique aqui.