Às vésperas da eleição presidencial americana, a rede de supermercados Walmart retirou nesta quinta-feira (29), as armas e munições de suas prateleiras nos EUA. A medida é temporária.

(Foto: Divulgação)

 

“Vimos alguns distúrbios isolados e, como fizemos em várias ocasiões nos últimos anos, retiramos nossas armas e munições do local de vendas”, afirmou a empresa em nota. Os itens permanecem disponíveis para compra pelos clientes.

A gigante do varejo tomou uma decisão semelhante nos protestos após o assassinato de George Floyd, em junho. Nesta semana, foram realizados novas manifestações pela morte do jovem Walter Wallace Jr, em ação policial.