Foi solta na manhã desta quarta-feira uma mulher condenada à prisão perpétua nos Estados Unidos por ter matado, em 2004, quando ela tinha 14 anos, um homem que que a mantinha refém como escrava sexual, informou a Promotoria do Distrito de Nashville.

Cyntoia Brown, ainda adolescente, durante julgamento Foto: Reprodução

 

Cyntoia Brown ficou 15 anos na Prisão Feminina do Tennessee. A decisão de libertá-la foi tomada em janeiro deste ano pelo governador Bill Haslam.

O caso ganhou ampla repercussão a partir 2017, quando celebridades como Kim Kardashian e Rihanna apoiaram uma campanha pela libertação da jovem, por meio da hashtag #FreeCyntoiaBrown (Libertem Cyntoia Brown).

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.