(Foto: EBC)

Talvez você já tenha se deparado com alguma teoria maluca dizendo que nós descendemos de alienígenas. De certa forma, essa ideia pode estar certa.

Não significa que fomos criados por homenzinhos verdes como esses que habitam o imaginário da ficção científica, é claro. Mas, de acordo com um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Rice, no Texas, Estados Unidos, e publicado na quarta-feira pelo periódico científico Science Advances, uma colisão planetária ocorrida há 4,4 bilhões de anos trouxe para nosso planeta os elementos fundamentais para o surgimento da vida.

“Nosso estudo indica que a Terra adquiriu sua cota de elementos essenciais à vida em um estágio muito tardio de sua acreção, possivelmente por meio do mesmo impacto que formou a Lua”, afirma à BBC News Brasil o geólogo e cientista planetário Damanveer Grewal.

Em astrofísica, acreção é o nome que se dá ao acúmulo de material na superfície de um astro por conta da ação da gravidade.

“Como a Terra tem uma longa história de crescimento, espaçada por acúmulos de vários milhões de anos, impactos gigantescos devem ter desempenhado um papel primordial na origem da vida em nosso planeta”, prossegue o cientista.

Para ler a matéria completa na BBC Brasil clique aqui.