Balanço da ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais da rede SUS (Sistema de Único de Saúde) em Curitiba, divulgado neste domingo (23), aponta os Hospitais de Clínicas, do Trabalhador e Evangélico sem nenhuma vaga para pacientes com covid-19. Ao todo, são 40 vagas disponíveis para pacientes, que também podem vir da rede privada nas próximas horas, uma vez que hospitais como o Sugisawa, Nossa Senhora das Graças e Evangélico estão colapsados.

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

 

Confira o balanço da Secretária Estadual de Saúde:

Hospital da Cruz Vermelha: 8 leitos de UTI com 5 ocupados (63%);
Hospital Erasto: 5 leitos de UTI com 4 ocupados (80%);
Hospital Santa Casa: 60 leitos de UTI com 52 ocupados (87%);
Hispital de Clínicas: 61 leitos com todos ocupados (100%);
Hospital São Vicente Centro: 5 leitos de UTI com 4 ocupados (80%);
Hospital Evangélico: 43 leitos de UTI com todos ocupados (100%);
Hospital do Idoso: 68 leitos de UTI com 56 ocupados (82%);
Hospital do Trabalhador: 12 leitos de UTI com todos ocupados (100%);
Hospital de Reabilitação: 52 leitos de UTI com 45 ocupados (87%);
Hospital São Lucas Parolin (Campo Largo): 8 leitos de UTI com 7 ocupados (88%);
Hospital do Rocio (Campo Largo): 125 leitos de UTI com 118 ocupados (94%).

Litoral

O Hospital Regional do Litoral, localizado em Paranaguá, também está colapsado, de acordo com a Sesa. Das 20 vagas em UTI todas estão ocupadas. Com isso, pacientes da região estão utilizando leitos de Curitiba e região.