(Foto: Reprodução)

O surdo-mudo de 30 anos, preso na manhã de quarta-feira (5) após assaltar um posto de combustíveis usando um papel, no bairro Vila Izabel, em Curitiba, já está em liberdade. Ele foi solto na manhã desta quinta-feira após uma audiência de custódia. Durante a audiência, foi definido que o suspeito responderá em liberdade. Na manhã de ontem, o suspeito invadiu a loja de conveniências do posto na Av. Getúlio Vargas. Para se comunicar com a funcionária, ele passou um bilhete que mandava ela ficar quieta e entregar o dinheiro do caixa.

“Eu estava de costas e me virei quando vi que chegou gente na loja. Fui atender o rapaz e disse ‘bom dia’ duas vezes, mas ele não me respondeu. Em seguida, o homem me deu o bilhete e eu achei que era uma lista de compras, porque percebi que ele não conseguia falar”, disse a vítima em entrevista à Banda B.

A jovem, no entanto, se surpreendeu com o conteúdo da mensagem, que dizia: “Fique quieto, eu tenho arma aqui na cintura, passa o dinheiro rápido. Eu não quero mostrar a arma”. “Eu olhei e pensei ‘como assim?’. Ele começou a fazer sinais como quem queria as coisas do caixa. Nisso, o frentista veio e eu avisei que o rapaz falou que estava armado e queria assaltar a loja”, completou.

O funcionário pediu para que o suspeito mostrasse a arma, mas ele não fez nada. “Ele só gesticulava e empurrava o frentista, mas o meu colega conseguiu segurar o cara até a chegada da polícia”, afirmou.

Na delegacia, ele confessou que esse foi o seu quarto assalto, o único que deu errado. De acordo com o delegado Fábio Machado, ele admitiu que é usuário de drogas e cometeu o crime para comprar entorpecentes.

Vídeo

Imagens gravadas por câmeras de segurança mostram o momento em que o surdo-mudo aborda a funcionária do caixa. Assista abaixo: