(Foto: Divulgação PM)

A Polícia Civil de Minas Gerais apura o acidente com um ônibus na BR-418 que deixou sete pessoas mortas na tarde desta quinta-feira, 20, em Teófilo Otoni, em Minas Gerais. Relatos de sobreviventes apontam que o motorista pode ter passado mal antes de perder o controle em uma curva e tombar o veículo em uma ribanceira ao lado da pista.

Na manhã desta sexta-feira, 21, foram identificadas todas as vítimas do desastre. Os corpos também começaram a ser liberados – entre eles consta o do policial militar Leonardo Ramos Martins, que estava de carona no ônibus.

Cinco pessoas seguem internadas, e a viação Itapemirim, responsável pelo coletivo, divulgou nota para informar que está prestando auxílio aos familiares das vítimas e que disponibilizou um número de telefone para facilitar o atendimento.