Moradores da Região Metropolitana de Curitiba reduziram o consumo de água em torno de 14% em agosto, em relação ao mês de abril, quando estava em vigor o rodízio parcial de abastecimento. O consumo médio de água por residência caiu de 10 mil litros, em abril, para 8,5 mil litros, em agosto.

Foto: AEN

“O desafio agora é chegar aos 20%, conforme a nossa meta”, afirma o diretor de Meio Ambiente da Sanepar, Julio Gonchorosky. Ele explica que esse desafio se intensifica por causa do tempo seco e das temperaturas em elevação registradas nos últimos dias e previstas para o próximo período. Neste fim de semana, em Curitiba, as temperaturas máximas devem chegar a 31°C, segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

“Neste momento é essencial que a população se engaje plenamente à campanha Meta20. Muita gente já adotou novos hábitos de consumo, mas é preciso que mais gente reduza o uso da água. Isso nunca foi tão necessário como agora”, afirma o diretor.

Nesta sexta-feira (11), o nível médio das barragens do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana chegou a 33,46%. “Sem economizar, a água vai faltar. Nossos reservatórios estão baixando, mas a nossa responsabilidade, não”, alerta o diretor.

Além das divisas

A seca que afeta todo o Paraná, com chuvas bem abaixo da média histórica, está ultrapassando as divisas geográficas. A Região Metropolitana de São Paulo já registra queda nos reservatórios, que se aproximam dos 50%.