Da Redação

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realizou na tarde desta quinta-feira (20), em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, uma busca para tentar encontrar a consultora Marilze Bozza Gomes, que está desaparecida deste o último dia 18. De acordo com informações que chegaram até a Banda B, a polícia chegou até o local a partir do rastreamento de um dos celulares de Marilze.

Foto: Arquivo PessoalFoto: Arquivo Pessoal

Até o momento, a Polícia Civil não confirma oficialmente a busca, mas novas informações sobre o caso devem ser repassadas nesta sexta-feira (21), em coletiva de imprensa.

Pela manhã, o namorado de Marilze foi ouvido DHPP. Edilene de Freitas Padilha, cunhada de Marilze, afirmou à Banda B que o namorado foi ouvido na DHPP por ter sido a última pessoa que esteve com ela. “Por enquanto não temos novidade. O namorado dela foi chamado para depor e o pessoal da delegacia vai nos passar informações no fim da tarde. Eles querem ver se o rapaz explica o que aconteceu, porque ele disse que a deixou a uma quadra da empresa”, descreveu.

A consultora de uma empresa de telefonia, que mora no bairro Pilarzinho, usava uma calça verde pantalona (larga) e uma blusa branca quando desapareceu. Segundo os familiares, até as 14h de terça o celular da consultora tocava, mas ninguém atendia. Após esse horário, a ligação passou a cair direto na caixa postal.

Qualquer informação sobre o paradeiro de Marilze pode ser repassada à Polícia Civil pelo telefone (41) 3360-1400

Notícia Relacionada:

Namorado de funcionária de empresa de telefonia desaparecida é ouvido na delegacia