Da Polícia Civil

Com o intuito de coibir a poluição de rios e evitar enchentes na região do Rio Barigui, situado no bairro Caximba, a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) desencadeou uma ação preventiva no local nas últimas semanas.

(Foto: Divulgação Polícia Civil)

No total, quatro pessoas, com idade entre 43 e 61 anos, suspeitas de jogar restos de construção civil no Rio Caximba, foram presas em flagrante no decorrer da operação. Além das prisões, a equipe apreendeu quatro caminhões carregados com restos de materiais que possivelmente seriam despejados no rio.

As investigações tiveram início após a Secretaria Municipal do Meio Ambiente fornecer dados à especializada, apresentando números relevantes com relação a enchentes na região do rio. Diante do fato, as diligências e fiscalizações passaram a ser frequentes.

A primeira fiscalização foi realizada no dia 14 de julho deste ano, quando duas pessoas foram flagradas despejando restos de materiais de construção no rio. Ambas foram presas em flagrante na ocasião. Na semana seguinte, no dia 21 de julho, a equipe flagrou outras duas pessoas comentando o mesmo crime. As quais também foram presas em flagrante.

De acordo com o delegado-titular da especializada, Danilo Zarlenga, na delegacia, os presos na ação alegaram que não sabiam que não podia jogar os restos dos materiais no rio.

“Fiscalizações como estas são importantes para lembrar a população que jogar qualquer material em lugar desapropriado é poluir o meio ambiente. E isso é crime”, ressalta o delegado.

Zarlenga acrescenta ainda que por falta de conhecimento, muitas vezes, as pessoas acabam despejando esses restos de materiais em rios e isso acaba não só poluindo, mas também causa outros perigos, como enchentes. “As ações de prevenção e demais fiscalizações continuarão por tempo indeterminado”, finaliza o delegado.

A operação contou com o apoio da Força Verde da Polícia Militar e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA). Todas as pessoas presas na ação responderão por dano a unidade de conservação e por causar poluição que resulta em dano a saúde humana.