Os radares móveis voltaram a ser utilizados como instrumento de fiscalização nas rodovias federais de todo o país. No Paraná, a Polícia Rodoviária Federal utiliza o equipamento desde sábado (21).

Em agosto, após a publicação de um despacho do presidente Jair Bolsonaro, os radares móveis foram recolhidos e banidos de serem utilizados em fiscalizações. Na ocasião, foram revogados atos administrativos sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais.

Imagem ilustrativa

A decisão não durou muito tempo e a Justiça Federal em Brasília decidiu a volta do uso de medidores de velocidade móveis e portáteis pela PRF. Segundo a Justiça Federal, a falta dos radares pode causar danos à sociedade. A ordem judicial foi assinada pelo juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal no dia 15 de dezembro.

A PRF que atende a região de Cascavel, oeste do Paraná,  comunicou que já está utilizando os radares móveis em fiscalizações.

Segundo Bolsonaro, a decisão sobre a volta da fiscalização será cumprida, no entanto, ele afirmou que serão feitas “fotografias educativas”.

O inspetor Ricardo Salgueiro da Polícia Rodoviária Federal de Cascavel afirma que os motoristas que forem flagrados em excesso de velocidade continuarão a serem multados.

Mais informações o Oeste do Paraná, clique aqui