A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG) apura as circunstâncias do velório com caixão aberto e enterro de um paciente que testou positivo para covid-19. O paciente, um homem de 40 anos de idade, faleceu no domingo (26) e foi sepultado no dia seguinte (27). No entanto, o paciente que estava na ala covid-19 de um hospital da cidade, teve velório e enterro, contrariando as determinações legais sobre o tema. Após a morte, o rapaz teve o diagnóstico confirmado para o novo coronavírus.

(Foto: Arquivo JM)

 

De acordo com a Prefeitura, a Fundação Municipal de Saúde está acompanhando o referente caso desde ontem e realizando as averiguações necessárias. “Como o corpo do paciente estava na ala Covid-19 e o atestado de óbito constava como causa morte Síndrome Respiratória Aguda, foi realizado todo o procedimento necessário, incluindo o embalamento para sepultamento direto, sem a possibilidade de velório”, informou a prefeitura em nota.

“Todo óbito em área Covid-19, seja ele positivado, suspeito ou descartado, mas que esteja nesta área, não pode ser velado”, esclareceu o município. Neste caso em específico, a Vigilância Sanitária Municipal está averiguando qual foi o procedimento adotado e por quem na liberação do velório.

“Enquanto isso, a FMS já solicitou aos familiares uma relação das pessoas que estiveram no velório e já está averiguando as medidas cabíveis para poder fazer o monitoramento de quem esteve presente”, esclareceu o município.

Para mais informações sobre os Campos Gerais acesse o Portal A Rede clicando aqui.