Os prefeitos da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) decidiram, na reunião no Fórum Metropolitano de Saúde desta semana, pela criação de Comitês Municipais de Educação para pensar em uma retomada das aulas integradas em 2021. Segundo o presidente da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba) e prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack, está descartada a volta às aulas na rede municipal de ensino este ano.

Wozniack comanda o Fórum Metropolitano de Saúde (Foto: Divulgação)

“Ainda não temos segurança para uma retomada para dia 18 de fevereiro no calendário escolar do ano que vem, porque não há segurança sem uma vacina. 80% dos pais afirmam que não levarão os filhos a aula sem ter certeza de não haver risco de contaminação”, afirmou Wozniack, confirmando que para este ano a volta na rede municipal está descartada. “A rede municipal neste ano não vai retornar. Pelos números alcançados e o tempo que se tem não haverá condições da retomada”, completou.

O que os municípios metropolitanos querem agora é criar um comitê que garanta um retorno das aulas em conjunto para 2021. “Foi feita uma normativa em que cada cidade da RMC vai criar um comitê de pessoas ligadas à educação para discutir regramentos, problemas pontuais e trazer ao fórum, para criar um protocolo de saúde e segurança para o retorno as atividades. É fundamental que se tenha um regramento único para evitar a migração dos alunos de uma cidade para a outra”, disse.

Evasão escolar

Atualmente representados pela Assomec (28 municípios metropolitanos e Curitiba) são cerca de um milhão de alunos, o que dá cerca de 10% da população do Paraná. Muitos destes entraram em 2020 em uma situação de evasão escolar, o que gera grande preocupação nas administrações municipais. “Aqui em Fazenda Rio Grande dos 16,5 mil alunos mais de mil não participaram das aulas online. Eles foram identificados e tem um grupo de 100 a 150 que estão com dificuldade em participar das aulas. É preciso achar rapidamente uma solução para que não se tenha um problema sério no futuro”, concluiu o prefeito.

Fórum Metropolitano de Saúde

Organizado pela Assomec, o Fórum Metropolitano de Saúde foi criado durante a pandemia de coronavírus com a intenção de discutir temas relacionados à RMC, buscando fazer com que as decisões sejam unificadas. O próximo encontro, em que questões relacionadas à educação serão novamente debatidas, está marcado para a próxima semana.