Um morador do Bairro Country ,em Cascavel, conseguiu na justiça indenização por dano moral devido a um problema durante uma viagem com a empresa Latam.

Foto: Divulgação

 

O homem comprou uma passagem de Miami (EUA) a Porto Iguaçu, na Argentina. Logo depois da decolagem ele tentou movimentar a poltrona para deitar-se, mas percebeu que ela estava com defeito.

Segundo o autor, a comissária de bordo tentou, por aproximadamente uma hora, solucionar o problema, mas não conseguiu. Durante todo esse tempo o Requerente ficou de pé, com os demais passageiros o observando.

Ainda segundo ele, após certo tempo a poltrona voltou a funcionar, momento em que pediu para que deixasse deitada. Assim, ele teve que passar toda a viagem nesta posição, não podendo assistir TV e alimentar-se com a poltrona sentada. Devido ao sofrimento e desconforto, a ação foi movida.

“Resta configurado o dever da Requerida em indenizar o Requerente pelos danos morais sofridos em razão da falha na prestação do serviço pelo defeito na poltrona disponibilizada”, diz a decisão.

O valor da indenização foi fixado em R$ 4 mil. Cabe recurso da decisão.

As informações são do portal CGN.