O início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação no Paraná será antecipada para o dia 28 deste mês, uma semana mais cedo que os demais estados que farão as campanhas de 05 a 30 de outubro.

Foto: Venilton Küchler/SESA

 

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (18) pela Secretaria de Estado da Saúde, e o objetivo é atualizar a Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente menores de 15 anos de idade.

“O Paraná está ampliando o período das campanhas para que os pais tenham mais oportunidade de levar os filhos aos locais de vacinação. Antecipamos o início mas seguiremos até o dia 30 de outubro, conforme o calendário nacional”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto. “Entendemos que durante a pandemia as ações de imunização devem ser reforçadas, pois as vacinas protegem contra várias doenças e salvam vidas”, acrescentou.

Segundo a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, serão duas campanhas em uma. “Faremos uma grande ação que envolverá profissionais da Vigilância Epidemiologia e da Atenção Primária”, disse.

De acordo com a diretora, a estratégia visa a atualização da caderneta de vacinação das crianças paranaenses. “Neste período de pandemia, muitos pais deixaram de levar os filhos nos postos, então este é o momento de deixar em dia a situação vacinal”, afirmou.

CAMPANHAS – A Campanha Nacional de Multivacinação oferta vários tipos de vacinas para crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade, como BCG, que previne as formas graves de tuberculose; pentavalente, que protege contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e influenza B; rotavírus humano, contra a diarreia; pneumocócica 10 , contra a pneumonia meningite e otite; meningocócica C e ACWY, que previne contra meningites; tríplice viral, contra sarampo, caxumba e rubéola; vacina contra a varicela; vacina HPV, que previne alguns tipos de câncer em jovens; vacinas da hepatite A e hepatite B e ainda a vacina contra a febre amarela.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite é dirigida a crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade. A população estimada no Paraná é de 583.962 crianças e a meta é atingir o índice de 95% de cobertura vacinal. Esta vacina é oral, com a aplicação de duas gotas em cada criança.

O Paraná não registra casos de pólio desde 1.987, e o Brasil desde 1.990. Em 1.994 o país recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem.

LOGÍSTICA – Até o dia 25, os municípios deverão organizar as estratégias locais de vacinação e para isso contam com o Plano de Vacinação para a Campanha Multivacinação e VOP (Vacinal Oral contra a Poliomielite), elaborado pela Divisão do Programa Estadual de Imunização, além de apoio e orientação da equipe técnica da Secretaria da Saúde.

A recomendação é para que os municípios organizem as campanhas em ambientes amplos e de fácil acesso e que intensifiquem a divulgação junto à comunidade.

“Antecipamos e ampliamos o período da vacina para facilitar e ida dos pais até os locais estabelecidos em cada cidade”, disse Maria Goretti David Lopes. Segundo ela, os municípios estarão abastecidos com as doses e insumos e a meta é aumentar o índice de cobertura vacinal do Estado, chegando a 90% e 95%, dependendo de cada vacina, como preconiza o Ministério da Saúde.

A antecipação da data foi confirmada após reunião entre diretoria e equipe técnica da Secretaria da Saúde, representantes das 22 regionais de Saúde, representantes do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) e dos Conselhos Regionais de Secretários Municipais de Saúde (Cresems).