O Exército começou nesta quinta-feira (14) a ajudar a organizar filas e evitar aglomerações nos principais terminais de ônibus de Curitiba. O objetivo é fazer com que os ônibus das principais linhas saiam dos terminais com lotação máxima de 50%.

Neste primeiro dia, a atuação dos militares foi tranquila. A Banda B foi até o terminal do Cabral, por volta das 6h30, e não havia nenhuma aglomerações. Além disso, os passageiros usavam máscaras. Dois militares apenas acompanhavam a movimentação.

“Acho ótimo ter mais gente orientando. Não sei se é porque estão aqui, mas ontem tinha gente pulando no pescoço do outro. Hoje está tranquilo”, disse a passageira Erci da Silva.

Já para a moradora de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, Aline Aparecida, o problema não é nos terminais, mas sim dentro dos ônibus. “Aqui está tudo bem, mas anda dentro dos ônibus pra ver. Venho lá de Almirante Tamandaré e na Região Metropolitana está um caos. Tem ônibus lotado todo dia e não vai ter ma´scara que impeça a gente de se contaminar”, afirmou.

Exército começou a atuar nos terminais de Curitiba nesta quinta-feira – Foto Banda B

A operação do Exército acontece a pedido da prefeitura de Curitiba e acontece com 80 soldados para ajudar os agentes da Guarda Municipal, Defesa Social e da fiscalização da Urbs. O objetivo é orientar os usuários do sistema de transporte também sobre a obrigatoriedade do uso da máscara e do distanciamento de 1,5 metro entre os passageiros na fila. A operação deve durar, inicialmente, 10 dias, mas pode ser prorrogada, se houver necessidade.

“Os soldados são um reforço importante ao efetivo de fiscais que já vêm promovendo esse trabalho de conscientização da população. O caráter dessa operação é orientativo”, explica o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

Horários

A força-tarefa será concentrada – entre 5h30 e 8h30 – nos principais terminais (Pinheirinho, Santa Cândida, Cabral, Centenário de Boqueirão). No fim do dia, entre 16h30 e 19h30, a cooperação entre Prefeitura e Exército será nas estações tubo nas praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e na estação Central e no terminal do Pinheirinho. São 40 soldados em cada período.

Filas da Caixa

Além de atuar no transporte coletivo, o Exército também firmou um acordo de cooperação para ajudar, junto com agentes da Guarda Municipal, a organizar as filas nas áreas externas a agências da Caixa Econômica Federal. A ação começa nesta quinta em 18 agências do banco.