O motociclista, que no último dia 4 (quarta-feira) atropelou o pequeno Pedro Henrique Alves Antunes, de seis anos, se apresentou à Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) nesta quinta-feira (12). O atropelamento aconteceu em frente ao Hospital do Trabalhador, na Av. República Argentina, no bairro Novo Mundo, em Curitiba, depois que Pedro, acompanhando dos avós, foi visitar a bisavó internada na casa hospitalar. Mais de uma semana depois, o menino continua internado em estado grave.

Pequeno Pedro está internado em estado grave (Foto: Reprodução)

Logo após o acidente, o motociclista deixou o local e só se apresentou à delegacia uma semana depois. Ao delegado Edgar Dias Santana, da Dedetran, afirmou que deixou o local por medo de ser agredido. “Ele foi devidamente interrogado e disse que ia pela via, quando de forma repentina a criança tentou atravessar. Disse que, por medo, acabou não parando. Falou ainda que estava com a namorada e que voltou ao local do acidente depois”, descreveu à Banda B.

O delegado comentou se a versão do suspeito convenceu ou não. “Vamos realizar mais diligências e ouvir testemunhas, para na sequência concluir o inquérito policial. Ainda não dá para saber se havia alta velocidade ou não. Uma testemunha disse que não, mas outras poderão ser ouvidas”, disse.

Após a visita a bisavó, que não aconteceu, Pedro Henrique iria comprar enfeites de Natal com os avós, que estavam com ele.