(Foto: Facebook)

A família de Maria Irlaine Dantas da Silva, de 10 anos, reconheceu o corpo da jovem, encontrado no sábado em avançado estado de decomposição na cidade de Ribeirão, Zona da Mata Sul de Pernambuco. A menina foi sequestrada dias antes pelo padrasto no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana de Recife. José Carlos da Silva, que teria levado a jovem após ele e a mãe decidirem se separar, já tinha sido encontrado morto na quinta-feira enforcado com uma corda em uma ponte na BR-101.

A menina desapareceu de casa na segunda-feira, 10. Segundo a Polícia Civil do estado ela foi levada pelo padrasto, que saiu de casa alegando que iria procurar outro imóvel para morar após um desentendimento com a mãe da criança em que eles decidiram se separar. A mãe, Iraneide de Lourdes Dantas de Oliveira, registrou o desaparecimento no dia seguinte, mesmo dia em que José Carlos da Silva entrou em contato pela última vez, prometendo que entregaria a menina. A partir daí, ele não falou mais com a família.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.