A jornalista Eloísa Leandro morreu, na madrugada desta quinta-feira, após passar por um procedimento estético numa clínica na Tijuca, Zona Norte do Rio. Ela, que tinha 40 anos, teria tido uma parada cardíaca após se submeter a uma lipoaspiração. Eloísa passou pelas redações dos jornais “A Tribuna” e “O São Gonçalo”. Ainda não há informações sobre o sepultamento dela. As informações são do Portal Extra.

(Foto: Reprodução)

 

Em redes sociais, amigos da jornalista deixam mensagens de pesar e lembram a luta dela para descobrir os assassinos de seu filho único, Victor Hugo da Silva Braga. Ele foi morto quando tinha 15 anos, em julho de 2011. O crime ocorreu no bairro Raul Veiga, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, próximo à casa do adolescente.

“A única coisa que me consola é saber que ela finalmente vai reencontrar o Vitinho…”, escreveu um amigo de Eloísa. Outra amiga também lamentou a morte: “A alegria e a força dela de viver contagiavam todo mundo. Que o menino dela a receba de braços abertos e que finalmente ela possa estar com ele”.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.