Nesta quinta-feira (4/6), as Feiras de Artesanato dos Bairros retomam o funcionamento presencial. As atividades haviam sido suspensas no dia 21 de março por causa da pandemia do novo coronavírus. Depois de muito estudo e planejamento retornam com novas medidas de segurança. A primeira feira a retomar as atividades é a do Portão.

(Foto: SMCS)

 

“Estamos tomando todas as precauções para que o retorno aconteça de forma segura e para isso pedimos a colaboração dos artesãos e da população para que sigam todas as normas estabelecidas”, diz Tangrian Cunico Santos, Coordenadora das Feiras de Artesanato.

Ainda segundo a coordenadora, a participação dos artesãos ocorre de forma facultativa e neste primeiro momento nem todas as feiras voltam a funcionar. É o exemplo da tradicional Feirinha do Largo da Ordem, que permanece fechada, mas com vendas on-line pelo https://feiradolargo.curitiba.pr.gov.br

É importante também apoiar o movimento que ganhou força nos últimos meses, o de valorizar e comprar produtos do comércio local, auxiliando na manutenção dos negócios dos pequenos produtores, comerciantes e artesãos.

Feiras que voltam a funcionar

Portão 
Local: Praça Desembargador Armando Carneiro / Terminal do Portão
Dia da semana: Quinta-feira
Horário: 10h às 17h
*retornam 7 dos 9 artesãos que participam da feira

Pinheirinho
Local: Rua da Cidadania Pinheirinho
Dia da semana: Sexta-feira
Horário: 10h às 17h
*retornam 5 dos 13 artesãos que participam da feira

Cajuru 
Local: Rua da Cidadania do Cajuru
Dia da semana: Sexta-feira
Horário: 17h às 22h
*retornam 9 dos 15 artesãos que participam da feira

Água Verde
Local: Rua Professor Brasílio Ovídio da Costa
Dia da semana: Sábado
Horário: 9h às 15h
*retornam 7 dos 25 artesãos que participam da feira

Juvevê
Local: Rua Alberto Bolinger / Próximo ao Estádio Couto Pereira
Dia da semana: Sábado
Horário: 8h às 13h
*retornam 18 dos 27 artesãos que participam da feira

Passeio Público
Local: Passeio Público
Dia da semana: Sábado
Horário: 8h às 13h
*retornam 9 dos 30 artesãos que participam da feira

Hauer
Local: Rua Miguel Poholink / Passarela do Hauer
Dia da semana: Sábado
Horário: 8h às 13h
*retornam 14 dos 15 artesãos que participam da feira

Sítio Cercado
Local: Rua Contenda / Próximo ao Terminal Sítio Cercado
Dia da semana: Sábado
Horário: 10h às 17h
*retornam 10 dos 20 artesãos que participam da feira

Santa Quitéria
Local: Praça Dr. Francisco Azevedo de Macedo
Dia da semana: Sábado
Horário: 8h às 13h
*retornam 5 dos 12 artesãos que participam da feira

Tatuquara
Local: Av. Pero Vaz de Caminha / esquina com Rua Enette Dubard
Dia da semana: Sábado
Horário: 10h às 17h
*retornam 7 dos 8 artesãos que participam da feira

29 de Março
Local: Praça 29 de Março
Dia da semana: Domingo
Horário: 8h às 13h
*retornam 2 dos 12 artesãos que participam da feira

CIC 
Local: Terminal CIC
Dia da semana: quarta-feira
Horário: 10h às 17h
*retornam 4 dos 10 artesãos que participam da feira

Feiras que permanecem fechadas
Boqueirão, Ucrânia, Fazendinha, República Argentina, Jardim Botânico e Bacacheri.

Quem vive do artesanato comemora o retorno

Assim como muitos curitibanos, Geison Bezerra, 35 anos, ficou sem saber o que fazer com o início do isolamento social, já que a única fonte de renda familiar havia sido comprometida. Artesão desde a adolescência, ele vive do artesanato há dez anos, produzindo artigos com pedras naturais.

O participante da Feira do Pinheirinho, do Passeio Público e do Largo da Ordem precisou se reinventar e o início das vendas on-line foi um suspiro e segundo Geison, uma ferramenta essencial para os dias de hoje.

“Assim que coloquei minhas peças na loja virtual dos artesãos da Prefeitura logo começou a dar retorno, em seguida criei também uma página no Instagram, mudamos a nossa rotina e os nossos planos”, conta o artesão.

Apesar do novo modelo de negócios on-line, Geison comemora o retorno das atividades presenciais e conta que essa é a melhor coisa que está acontecendo nesses últimos 75 dias em que está em isolamento social.

“Aos poucos o curitibano vai entender que o novo normal é assim, um pouco nas lojas virtuais e um pouco nas feiras presenciais. E com todas as medidas sanitárias, acredito que será muito bom mesmo”, comemora Geison Bezerra.

 

Contatos: @gegeartelivre e https://feiradolargo.curitiba.pr.gov.br/geison-bezerra/842

Medidas de prevenção adotadas nas feiras

. A feira será considerada facultativa enquanto perdurar a Situação de Emergência no Município de Curitiba, considerada por Decreto Municipal
. Disponibilidade obrigatória de álcool gel 70% para o artesão e público em geral
. Evitar aglomerações de pessoas
. Será permitido apenas um artesão por barraca, respeitando a normativa de distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas e também nas filas do lado de fora, que deve ser organizada pelo artesão responsável pela barraca
. Uso obrigatório de máscaras de tecido
. Disponibilização de barracas de máscaras na feira
. Distanciamento entre as barracas seguirá croqui estabelecido pela coordenação
. Preferencialmente o material deverá ser embalado individualmente
. Barracas com alimentação gastronômica neste primeiro momento terão normas específicas.
. Presença continua de representante da Coordenação das Feiras de Arte e Artesanato/CTUR