São Paulo – Durante a 17º Marcha da Consciência Negra, manifestantes em São Paulo pediram justiça por João Alberto, o homem negro morto após ser espancado por seguranças de um supermercado do Carrefour em Porto Alegre na noite desta quinta-feira (19/11). O protesto começou por volta das 16h no vão do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Paulista, e seguiu para o Carrefour da Rua Pamplona, no bairro dos Jardins, região central de São Paulo.

Foto: Reprodução/Instagram

Parte dos manifestantes jogaram pedras e pedaços de pau na fachada do prédio de vidro do shopping onde fica o supermercado.

Para ver as fotos e ler a matéria completa no portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.