A jovem Thalita dos Santos Moutinho, de 25 anos, que pode ficar cega completamente a qualquer momento, ligou para a mãe, aqui em Curitiba, nesta madrugada, às 4h50. O motivo era a felicidade de ver que a vaquinha para conseguir uma lente (anel de Ferrara), que custa cerca de R$ 6 mil, havia até superado a meta e arrecadado R$ 6,7 mil. Quando o Portal Banda B colocou a reportagem no ar, no final da manhã desta quarta-feira (2), a plataforma havia arrecadado R$ 800.

Thalita agora poderá colocar a lente para melhorar a visão – Reprodução

“A Thalita me ligou de madrugada explodindo de felicidade. Foi só vocês colocarem a reportagem no ar que, em algumas horas, a meta foi alcançada. Somos muito gratos a todos os ouvintes e leitores da Banda B. Minha filha, que hoje só vê vultos, agora vai poder colocar esta lente e cuidar da filha de 4 anos. Ela está muito feliz e agradecida”, diz a mãe de Thalita, Tais Claudino, moradora do bairro São Braz.

A família calcula que Thalita poderá fazer a cirurgia no início de outubro, prazo para que o dinheiro da vaquinha seja recolhido.

A jovem tem a doença chamada ceratocone, uma enfermidade que faz com que a córnea se projete para a frente. Em estágio avançado, Thalita tem apenas 5% da visão do olho direito, que precisa de um transplante de córnea. Já no olho esquerdo, com 30% da visão, a jovem precisa fazer com urgência esta cirurgia para colocar a lente especial.

 

“Depois desta cirurgia, nosso objetivo é que logo ela consiga fazer o transplante de córnea. Hoje, com a pandemia, as doações diminuíram muito. mas tenho certeza que logo minha filha poderá realiza seus sonhos de tirar carteira de motorista, se tornar auxiliar de enfermagem e cuidar da filha”, diz a mãe.

Tais faz parte da comunidade da Paróquia de São Braz e diz que todos oraram muito também. “No início, não achei que a vaquinha iria conseguir esse dinheiro ou que iria demorar muito, mas vejam só o que aconteceu. Fizemos muitas orações na nossa igreja e tenho certeza que Deus abençoou”.

A doença

Ceratocone é uma enfermidade não inflamatória que afeta a estrutura da córnea, camada fina e transparente que recobre toda a frente do globo ocular. A principal característica do ceratocone é a redução progressiva na espessura da parte central da córnea, que é empurrada para fora, formando uma saliência com o formato aproximado de um cone.

A córnea funciona como uma lente fixa sobre a íris, a área colorida dos olhos, e, através da pupila, projeta a luz sobre a retina. Alterações na transparência e curvatura da córnea podem comprometer a visão. O defeito do ceratocone impede a projeção de imagens nítidas na retina e pode promover o desenvolvimento de grau elevado de astigmatismo irregular e miopia.

Relacionada: