Um cirurgião dentista, de primeiro nome Faustino, foi preso pela Polícia Civil em Curitiba na manhã da última sexta-feira (20). Ele é acusado de usar o nome de um companheiro de profissão, morador em Maringá, para aplicar golpes.

Segundo a delegada Vanessa Alice, da Delegacia de Estelionatos (DE), Faustino comprava equipamentos odontológicos e não pagava. “Ele comprava os equipamentos em nome de outro dentista, não efetuava o pagamento e acabava revendendo os equipamentos. Ele deu um prejuízo grande para este outro profissional”, descreveu à Banda B.

Como havia trabalhado com o dentista, o estelionatário tinha a documentação e dados da vítima. “Eles trabalharam juntos por dez anos e, com base no que tinha, vinha aplicando o golpe. Até que uma empresa suspeitou e nos chamou”, disse Alice.

O cirurgião dentista negou o crime, mas permanece preso à disposição da Justiça.