Da Redação com UFPR

Foto: Divulgação UFPR

Contra fraudes, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) anunciou nesta terça-feira (2) que irá realizar bancas de validação específicas para pretos e pardos, para indígenas e para pessoas com deficiência antes da primeira fase do vestibular. A decisão visa permitir que os candidatos cujas autodeclarações sejam invalidadas possam trocar de categoria de concorrência – disputando uma vaga na concorrência geral.

De acordo com a universidade, a banca de validação das autodeclarações de pretos e pardos fará a avaliação pelo fenótipo, como já ocorreu este ano – ou seja, com base em critérios de cor da pele, textura do cabelo e aspectos faciais, combinados ou não.

Pela primeira vez, a UFPR terá também uma banca de validação exclusiva para candidatos inscritos para as vagas destinadas a indígenas. A avaliação será feita com base no exame da documentação apresentada. Outra banca avaliará os laudos médicos apresentados por candidatos inscritos para as vagas destinadas a pessoas com deficiência.

“Essas são medidas muito importantes, que vão aperfeiçoar o processo seletivo da UFPR e aumentar a imunidade a fraudes”, disse o reitor Ricardo Marcelo Fonseca.

O processo de validação de autodeclarações ocorrerá no período de 9 a 20 de outubro. As três bancas trabalharão de maneira concomitante.

Edital

O edital do vestibular 2017/2018 foi publicado nesta quarta-feira. Entre as novidades programadas estão a realização das bancas de validação de autodeclaração (para pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência) antes da primeira fase do vestibular e a adoção de um fator único, válido para todos os cursos, para determinar o número de convocados para a segunda fase.

As inscrições para o processo seletivo serão feitas apenas pela internet, no período de 16 de agosto até as 23 horas do dia 14 de setembro, podendo o pagamento da taxa de inscrição ser efetivado até as 23h59min do dia 15 de setembro.

A taxa de inscrição é de R$ 120,00 para os candidatos que concorrerão às vagas e R$ 119,00 para os treineiros. Os candidatos que comprovarem não ter condição financeira de arcar com o valor podem pedir isenção do pagamento.

Este ano a UFPR ofertará via vestibular 5524 vagas, divididas em 119 cursos de graduação. São 4734 vagas para o primeiro semestre e 790 para o segundo.

Como já ocorre desde o processo seletivo 2015/2016, a universidade destinará 50% das vagas para candidatos que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas, conforme prevê a Lei das Cotas (Lei 12.711/12). Metade desses 50% é destinada a candidatos com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo por mês – que podem concorrer ainda pelas subcotas específicas para pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência. A outra metade é destinada a pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência, independentemente da renda familiar.