O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou que um trabalhador de empresa terceirizada, a serviço da Vale, foi soterrado na tarde desta sexta-feira, 18, na mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais, onde há dois anos morreram quase 300 pessoas, com algumas ainda soterradas no local.

Segundo os bombeiros, o acidente não foi na região das buscas dos corpos desaparecidos, mas numa área de descarte da mina, próximo à cava principal da mina. O trabalhador, que ainda não foi identificado, trabalhava em uma escavadeira, que teve a cabine rompida com a força da terra e das pedras de minério de ferro.

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Os bombeiros foram chamados às 16h15, e uma equipe que trabalhava nas buscas chegou rapidamente ao local, informou o Corpo de Bombeiros, iniciando o trabalho de estabilização da região para acessar a máquina.

A Vale confirmou o acidente e disse que está preparando mais informações sobre o ocorrido.